ANÁLISE DOS INDICADORES DO PROCESSO EROSIVO NO LITORAL DO MUNICÍPIO DE ICAPUÍ, CEARÁ, NORDESTE DO BRASIL

  • Eduardo Lacerda Barros Instituto de Ciências do Mar - LABOMAR/UFC
  • Jáder Onofre de Morais UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - UECE
  • Lidriana de Souza Pinheiro Instituto de Ciências do Mar - LABOMAR/UFC

Resumo

O presente estudo teve por objetivo analisar o processo de erosão no litoral do município de Icapuí. A metodologia utilizada consistiu na identificação de indicadores de erosão durantes etapas de monitoramento de campo com o uso de um DGPS e análise de imagem de satélite para comparação em escala temporal através de técnicas de geoprocessamento. Os resultados mostram que os indicadores do processo erosivo estão mais evidentes nas Praias de Barreiras de Baixo e Barrinha, onde a erosão já causou sérios danos ao patrimônio edificado e suas causas estão diretamente relacionadas à uma ocupação muito próxima à linha de costa e à estruturas que alteram a dinâmica costeira local. No entanto, foi possível identificar que houve acresção na Praia de Barreiras de Cima, que se encontra protegida pela presença de dunas frontais neste setor da costa. Tal tipo de análise se mostra eficaz como ferramenta a ser utilizada para fins de gestão.

Biografia dos Autores

Eduardo Lacerda Barros, Instituto de Ciências do Mar - LABOMAR/UFC
Bacharel em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará, atuando no Laboratório de Geologia e Geomorfologia Costeira e Oceânica (LGCO/UECE). Mestre em Ciências Marinhas Tropicais, Doutorando em Ciências Marinhas Tropicais no Instituto de Ciências do Mar - LABOMAR da Universidade Federal do Ceará - UFC, Tem experiência na área de Oceanografia e Geologia Marinha, com ênfase em Oceanografia Geológica e Oceanografia Química, atuando principalmente nos seguintes temas: sedimentologia costeira, geoquímica de sedimentos, processos costeiros, uso e ocupação da zona costeira.
Jáder Onofre de Morais, UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - UECE

Geólogo pela Universidade Federal de Pernambuco, Mestre em Marine Earth Sciences pelo Universidade de Londres; Doutor em Marine Geology na Faculty of Sciences University of London e Pós-Doutor em Geologia Ambiental no Royal Holloway and Bedford New College na University of London com bolsa do CNPq (1989-1992). Visiting Research Fellow na Universidade de Londres. Foi professor auxiliar, adjunto e Titular do Departamento de Geologia da UFC, Pesquisador do Instituto de Ciências do Mar (LABOMAR) da Universidade Federal do Ceará, do qual foi por 12 anos seu diretor. Criou a Divisão de Oceanografia Abiótica e implantou a participou em diversas expedições oceanografias; Participou da criação do Departamento de Engenharia de Pesca da Universidade Federal do Ceará. Foi Chefe de Departamento de Geologia e criou o Laboratório de Geologia Marinha, o qual participou de varias expedições oceanográficas de relevância para o país. Agregou um grupo de pesquisadores na área pertinente que hoje conduzem os trabalhos e liderança de grupos de pesquisa. Estendeu as atividades de pesquisa englobando universidades de estados vizinhos, a exemplo da Universidade Federal do Maranhão. Pelo incentivo e intercâmbio de pesquisa e fortalecer a criação do LABOHIDRO para pesquisa nesta área do conhecimento recebeu o título de Professor Honoris Causa. Aposentou- se na UFC em 1998 e logo em seguida fez concurso para Professor Titular da Universidade Estadual do Ceará (UECE) em 1998. Criou o Laboratório de Geologia e Geomorfologia Costeira e Oceânica (LGCO) e criou o grupo Sistemas Costeiros e Oceânicos, que agrega pesquisadores de várias estados do país. Foi nomeado Diretor Cientifico e Diretor Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP) no período de 1998 a 2004, onde foi incentivado o apoio aos estudos oceanográficos e geologia marinha. Foi Reitor da UECE no Período de 2004 a 2008. Membro do comitê assessor de Oceanografia por dois períodos. Membro desde 1970 e atual Coordenador do Programa de Geologia e Geofísica Marinha- PGGM. Coordenador e participou de projetos internacionais em parceria com Alemanha, Inglaterra, Espanha, Portugal, EUA, dentre outros. Aposentou-se na UECE em novembro de 2014 e permaneceu com vinculo com esta instituição como professor permanente do Programa de Pós-graduação em Geografia e ao LGCO, coordenando suas atividades científicas, projetos de pesquisas e orientando alunos de graduação e pós graduação nas áreas costeiras e oceânicas. Atualmente é Professor permanente nos Programas de Pós-Graduação em Ciências Marinhas Tropicais (PPGCMT-Labomar-UFC), em Geografia (PROPGEO-UECE) e Mestrado em Recursos Naturais da UECE (MARENA) orientando alunos de mestrado e doutorado. Tem experiência na área de Oceanografia, com ênfase em Oceanografia Geológica, atuando principalmente nos seguintes temas: Geologia Marinha, Sedimentação costeira e marinha, evolução da zona costeira, impacto ambiental, geologia ambiental e aplicações no gerenciamento costeiro.

Lidriana de Souza Pinheiro, Instituto de Ciências do Mar - LABOMAR/UFC

Doutora em Oceanografia pela UFPE (2003),Mestre em Geografia da UECE (2000), Bacharel em Geografia (1999), Desde janeiro de 2009 é Professora do Instituto de Ciências do Mar da Universidade Federal do Ceará. Bolsista PQ-CNPq desde 2007. Atualmente exerce o cargo de Vice-diretora do Labomar e Coordenadora de Programas Acadêmicos do referido instituto. Foi Professora Adjunta da Universidade Estadual do Ceará, no período de 2003 a 2009 no qual foi Vice-Coordenadora (2005-2008) e Coordenadora (2008-2009) do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UECE. Foi Vice-Coordenadora do Programa de Geologia e Geofísica Marinha-PGGM (2011-2015) Conselheira Titular do Conselho Estadual do Meioambiente (COEMA/SEMACE), Membro da Câmara Superior de Pesquisa da UECE, membro do Comitê de Assessoramento da Área de Ciências Exatas e da Terra da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Marinhas Tropicais (UFC) e do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PROPGEO-UECE). Tem experiência na área de Geociências, atuando principalmente nos seguintes temas:, Oceanografia Geológica, Sedimentologia Marinha, Morfodinâmica, hidrodinâmica e transporte de sedimentos em zonas costeiras e Plataforma Interna, Geomorfologia Costeira e Marinha, Impacto e gestão de ambientes costeiros tropicais.

Publicado
02/01/2021
Como Citar
BARROS, Eduardo Lacerda; DE MORAIS, Jáder Onofre; PINHEIRO, Lidriana de Souza. ANÁLISE DOS INDICADORES DO PROCESSO EROSIVO NO LITORAL DO MUNICÍPIO DE ICAPUÍ, CEARÁ, NORDESTE DO BRASIL. REDE - Revista Eletrônica do PRODEMA, Fortaleza, v. 1, n. 14, p. 69-86, jan. 2021. ISSN 1982-5528. Disponível em: <http://www.revistarede.ufc.br/rede/article/view/411>. Acesso em: 25 fev. 2021.

Palavras-chave

erosão costeira, indicadores de erosão, gestão costeira