A “APOSTA” DA RIO+20 NA CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARA O ENFRENTAMENTO DOS DESAFIOS DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

  • Carolina Lopes Araújo Universidade de Brasília
  • Raiza Gomes Fraga
  • Viviane de Melo Resende

Resumo

Diante da urgência de iniciativas globais participativas em prol da sustentabilidade, os conhecimentos
científicos e os avanços tecnológicos têm sido representados como fundamentais para o desenvolvimento sustentável.
A análise de discurso crítica (ADC) aplicada ao texto “O futuro que queremos”– resultante da Conferência
das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20 – buscou identificar os discursos que embasaram,
nesse documento, a representação do tema da Ciência e Tecnologia na geopolítica do desenvolvimento
sustentável. A ADC entende o discurso como um momento da prática social e se propõe investigar os modos pelos
quais discursos se articulam e compõem lutas hegemônicas e seus efeitos empráticas sociais. Utilizando o aparato
teórico-metodológico da ADC, identificou-se a representação da crença de que os avanços tecnológicos seriam
capazes de oferecer soluções para os problemas de desenvolvimento enfrentados pela humanidade e de orientar
as decisões políticas rumo à sustentabilidade. Assim, o texto final da Rio+20 preconiza práticas mercadológicas
e propostas de cooperação internacional como meios de promoção e de distribuição das soluções tecnológicas e
científicas em prol da sustentabilidade. Embora os discursos que embasam tais propostas descortinem assimetrias
de poder,raramente se traduzem em práticas emancipatórias, pois reiteram a hegemonia econômica e a visão colonialista
dos países desenvolvidos perante aqueles “em desenvolvimento”.
ABSTRACT:
Given the urgency of global participatory initiatives for sustainability, scientific knowledge and technological
innovations have been represented as fundamental for sustainable development. The critical discourse
analysis (CDA) applied to the text “The Future We Want,” produced by the United Nations Conference on Sustainable
Development (aka Rio+20), sought to identify the discourses used in depicting the subject of science
and technology in the geopolitics of sustainable development in this document. In the CDA approach, discourse
is seen as a type of social practice and such an analysis sets out to investigate how discourse can be articulated in
hegemonic struggles and its effect on social practice. CDA’s theoretical-methodological apparatus reveals a belief
that that technological innovations will be able to offer solutions for the development issues faced by humanity
and guide political decisions toward sustainability. Thus, the final text of Rio+20 promotes market-oriented practices
and international cooperation initiatives as means to promoting and distributing scientific and technological
solutions that enhance sustainability. Although the discourses that validate such initiatives reveal power imbalances,
they rarely result in emancipatory practices, as they reinforce the economic hegemony and colonialist view
of developed countries over “developing” countries.
Palavras-chave: Análise de discurso crítica (ADC); Rio+20; Ciência e Tecnologia.

Publicado
13/04/2018
Como Citar
ARAÚJO, Carolina Lopes; FRAGA, Raiza Gomes; RESENDE, Viviane de Melo. A “APOSTA” DA RIO+20 NA CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARA O ENFRENTAMENTO DOS DESAFIOS DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. REDE - Revista Eletrônica do PRODEMA, Fortaleza, v. 11, n. 2, p. 7-16, abr. 2018. ISSN 1982-5528. Disponível em: <http://www.revistarede.ufc.br/rede/article/view/482>. Acesso em: 22 maio 2024. doi: https://doi.org/10.22411/rede2017.1102.01.
Seção
Artigos